Moçambique

Situado na região da África Austral, Moçambique alcançou a sua Independência Nacional de Portugal em 1975. Desde então o país passou por caminhos difíceis na defesa da sua soberania, dos direitos fundamentais dos cidadãos, na afirmação da unidade e identidade nacionais e na promoção do desenvolvimento do seu povo.

Após a introdução de varios planos depois da Independência Nacional, em Abril de 2004 o país elaborou um guião, Agenda 2025, para o seu desenvolvimento geral até ao ano de 2025. Esta Agenda oferece uma oportunidade sem precedentes para que os moçambicanos em Paz, Harmonia e Solidariedade, possam celebrar com optimismo, no ano 2025, os 50 anos da sua existência como país, com contínuo progresso económico e social.

A Agenda 2025 é uma iniciativa pioneira em que um grupo de cidadãos, representando os mais variados sectores da sociedade, elaboraram, de forma independente apartidaria e professional um documento de tamanho significado do que se espera que sirva de referência para governados, governantes, profissionais, diversas organizações da sociedade civil e, em suma, de toda a Nação e dos parceiros de cooperação.

A Agenda 2025 contou com a participação , inclusão e diálogo contínuo de cidadãos moçambicanos na busca de consensos sobre os grandes desafios da Nação. Sendo assim, foi possível identificar as aspirações de todos os moçambicanos quanto ao futuro do País que, na essência, se direccionam na busca de soluções e opções viáveis no combate à pobreza, miséria, analfabetismo, na superação do atraso económico, pelo progresso e desenvolvimento sustentável.

"Cada povo tem direito e dever de visionar um futuro que integra as suas aspirações e sonhos. Foi isso, o que os moçambicanos fizeram ao longo do processo da elaboração da Agenda 2025. Assim, exprimiram as suas ideias e sugeriram soluções os camponeses, operários, estudantes, crianças, mulheres, jovens e idosos, académicos, peritos, funcionários, religiosos e demais cidadãos."

"A todos os moçambicanos, particularmente à juventude e às gerações vindouras, se lança o apelo para que se sirvam da Agenda 2025 de forma criativa e inovadora, trabalhando mais e melhor, para que na celebração do 50º aniversário da Independência Nacional, seja fundamental que Moçambique se transforme num país empreendedor e de sucesso contínuo, para se alcançar um desenvolvimento médio desejado."

(Fonte: o texto contem adaptação e extractos do Prefácio do Comité de Conselheiros do documento da Agenda 2025)

A Agenda 2025 concentrou sua pesquisa no estudo e análise de cuatro aspectos:
- Capital Humano (formação académica geral e vocacional assim como a saúde do pessoal formado)
- Capital Social (a diversidade da sociedade moçambicana e dos seus valores)
- Economia e Desenvolvimento (recursos naturais, humanos e estratégias de desenvolvimento)
- Governação (melhoria contínua da qualidade de governação)